CAPTURA HÍBRIDA

O que é a Captura Híbrida ou Teste do HPV ?

A Captura Híbrida é uma técnica de diagnóstico para a detecção do DNA viral. Para realizá-la, o ginecologista deve obter material do colo do útero ou vagina, no caso da mulher, ou da uretra, no caso do homem, através de uma escovinha especial, e o material colhido é encaminhado ao laboratório.
Além da presença do HPV, este exame também identifica o grupo a que pertence o tipo de HPV, se este é de alto ou baixo risco para o desenvolvimento de lesões câncerigenas, além de quantificar indiretamente a carga de vírus presente. Estas informações podem indicar se a portadora tem maior ou menor risco de ter uma lesão pré-maligna.
Vale ressaltar, que quando o preventivo sugere uma lesão pré-maligna ou um diagnóstico duvidoso no qual não seja possível afastar uma lesão pré-maligna, os tipos de HPV encontrados mais freqüentes são os de alto risco, e a paciente deve realizar uma colposcopia. O resultado da Captura Híbrida neste caso, não mudará a conduta médica.
Caso a paciente apresente um resultado de preventivo mostrando uma lesão de baixo grau, também é freqüente a presença de tipos virais de alto risco e o mais eficaz é encaminhar logo para colposcopia.
A Captura Híbrida então, se trata de um exame complementar que terá grande valor diagnóstico nas situações específicas em que a paciente por algum motivo não tem a possibilidade de realizar uma colposcopia, ou quando esta não é adequada no momento da sua indicação como por exemplo a presença de sangramento, inflamação ou pólipos no colo do útero. Nesses casos poderá orientar a conduta terapêutica.